Digerir fácil

A forma como combinamos os alimentos na composição da refeição condiciona a sua digestibilidade.

Os alimentos crus no início da digestão estimulam a libertação de enzimas digestivas, facilitando todo o processo digestivo
Os cereais e as proteínas animais necessitam, para uma digestão completa, de condições de acidez no estômago muito diferentes. As proteínas animais necessitam de um ambiente no estômago muito mais ácido que os cereais. Se ingeridos em simultâneo a digestão do cereal no estômago, 1º passo do processo digestivo, não vai ser completamente feita. Toda a digestão fica comprometida. A pessoa sente enfartamento, mais facilmente tem azia e gases, e engordará com mais facilidade.

Digerir fácil
A fruta crua é, em geral, de digestão muito fácil e rápida. Se comido no fim da refeição acelera o esvaziamento gástrico impedindo uma digestão correcta dos restantes alimentos de digestão mais demorada, o que torna o processo digestivo no duodeno e intestino muito difíceis. Sente-se então digestão lenta, enfartamento e aumento do volume abdominal após as refeições.

Digerir fácil

Digerir fácil

Combinações alimentares ideais para uma digestão facilitada

1º – Iniciar a refeição com alimentos crus, Saladas de legumes com sementes germinadas

2º – Sopa de legumes

3º – Prato Carne acompanhada com legumes cozinhados e crus, Peixe acompanhado com algas, legumes cozinhados e crus, Leguminosas com cereais e legumes, Leguminosas com cereais legumes e algas

4º – Sobremesa de fruta cozinhada ou algumas oleaginosas

Digerir Fácil

Digerir fácil
4.7 (93.33%) 15 votos

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*