Saltar à corda emagrece

Saltar à corda – é um dos exercícios mais completos e por ser aeróbico contribui para a perda de gordura e melhoria da condição física, incluindo a perda de gordura localizada na barriga.

Sabia que saltar à corda queima três vezes mais calorias do que a corrida?

Saltar à corda é, à primeira vista, uma recordação das nossas brincadeiras infantis e, por isso mesmo, algo muito fácil de executar. No entanto, só quem já se dedicou plenamente e durante largos minutos a saltar à corda é que sabe o quão difícil pode realmente ser. É por esta e por outras que saltar à corda é uma das formas mais rápidas e eficazes de queimar gordura:

O metabolismo mantém-se elevado
Se quer perder peso rapidamente, é importante escolher e praticar exercícios que irão manter o ritmo cardíaco elevado mesmo depois de concluída a sessão. Saltar à corda é precisamente um desses exercícios. Para além do trabalho intensivo dos músculos, também os pulmões vão receber um workout tão intenso que o ritmo metabólico vai manter-se acelerado e irá continuar a queimar calorias, mesmo depois de arrumada a corda.

É extremamente intenso
Em termos de actividade física, saltar à corda é fantástico porque, ao contrário de outros tipos de exercícios cardiovasculares, permite exercitar pernas e braços em simultâneo e com a mesma intensidade. Quanto mais depressa saltar, mais calorias vai queimar. Para intensificar ainda mais este workout, pode fazer saltos duplos, em vez de um salto de cada vez – um verdadeiro desafio.

Trabalha o corpo por inteiro
Qualquer tipo de exercício físico que trabalhe intensamente múltiplas partes do corpo em simultâneo irá queimar as gorduras indesejadas ainda mais rapidamente. Saltar à corda é uma dessas actividades. Quando salta à corda está a utilizar os ombros, bíceps e antebraços para virar a corda; os abdominais para se manter direito; e os músculos da barriga das pernas, coxas e glúteos para saltar. Quantos mais músculos estiverem envolvidos numa sessão de exercício, melhor.

saltar à corda

Dicas para saltar à corda como um atleta

  • Um bom comprimento de corda: coloque um pé no meio da sua corda, os punhos devem chegar ao nível dos ombros.
  • Adopte a postura certa: a bacia delimitada, sempre sobre as pontas dos pés, com uma ligeira flexão ao nível das pernas para evitar a hiperextensão dos joelhos.
  • O movimento de rotação da corda deve ser criado pelo único movimento dos punhos.
  • Prefira saltos pequenos: os ressaltos muito grandes irão fatigá-lo rapidamente e perderá o equilíbrio.
  • Para dificultar o exercício, existem cordas de saltar com punhos com pesos, ou faixas para os tornozelos com pesos.
  • Pondere alternar diferentes exercícios para dinamizar o seu treino e evitar aborrecer-se. Imagine uma sequência de diferentes saltos ao som de uma música que o motive!

Saltar à corda emagrece

Estudos indicam que saltar á corda durante 10 minutos é equivalente a correr por 30 minutos em termos de condicionamento cardiovascular e queima de calorias, obviamente considerando uma intensidade equivalente em ambos os exercícios.

Ao fazer exercícios regularmente, os efeitos são rapidamente visíveis: os seus músculos começam a ficar definidos, a sua silhueta afina.

Como em qualquer exercício, em especial se não pratica desporto regularmente, deverá iniciar com sessões ligeiras, com aumento progressivo de intensidade e repetições por semana.

Não é indicado para quem sofre de problemas nos joelhos ou articulações, hipertensão, problemas cardiovasculares ou para quem tem excesso de peso.

Saltar à corda emagrece
4.6 (92%) 15 votos

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*