Tudo o que precisa saber sobre refrigerantes zero

Os refrigerantes zero são doces, frescos e agradáveis… mas nada amigos da saúde. Os refrigerantes assumem-se como uma das bebidas mais apreciadas, mas são, ao mesmo tempo, um dos maiores venenos para a saúde humana.

Os refrigerantes são apreciados por miúdos e graúdos pelo simples facto de serem doces e… viciantes. Assim que entra no organismo, o açúcar faz com que o nosso cérebro peça ainda mais açúcar e cria-se, assim, um ciclo vicioso de consumo.

A princípio, optar por refrigerantes zero parece uma decisão consciente. Porém, estudos mostram que estes refrigerantes podem ser bastante prejudiciais em vários aspectos.

Uma lata de refrigerante contém o equivalente a 10 colheres de açúcar

Os refrigerantes zero estão nas prateleiras de todos os supermercados e fazem parte da alimentação diária de muitas pessoas. Garantindo serem livres de calorias, eles são vistos pela maioria como uma opção mais saudável de se consumir refrigerantes, e verdadeiros “aliados” daqueles que querem controlar o peso.

Adoçantes artificiais têm um sabor mais intenso que o açúcar natural, o que leva, ao longo do tempo, a deixar o nosso paladar menos sensível ao açúcar.

O refrigerante não contém nutriente nenhum, assim, não traz benefício algum ao organismo após a sua ingestão. É importante ressalvar que, quer seja a versão normal quer seja a diet, zero ou light, o refrigerante não possui nutrientes, como vitaminas e minerais, que o corpo precisa para o metabolismo funcionar.

Refrigerante engorda!

Um estudo de Harvard estabeleceu o elo entre refrigerantes e obesidade.

Crianças de 12 anos que bebiam refrigerantes, eram muito mais propensas a tornarem-se obesas do que aquelas que não bebiam, e para cada porção de refrigerante consumido diariamente, esse risco aumenta 1,6 vezes.

 

MALEFICIOS DOS REFRIGERANTES

Beber refrigerante regularmente ajuda na formação de placa bacteriana nos dentes, e pode levar a cáries e doenças da gengiva.

O açúcar é o principal combustível das bactérias que atacam nossos dentes e gengivas.

Muita gente adora o sabor adocicado e efervescente pois acham que é bom, mas na na verdade não faz bem ao organismo. Embora não tenha calorias ou açúcar, os refrigerantes dietéticos são repletos de produtos químicos, cafeína, adoçantes artificiais, sódio e ácido fosfórico.

Assim como todas as bebidas com açúcar , os refrigerantes podem provocar um efeito no cérebro semelhante àquele observado em viciados em drogas, ou seja, refrigerante vicia.

refrigerantes - Refrigerantes Zero

Outro malefício que tem sido estudado é quanto ao teor de fósforo nestas bebidas, que, quando em excesso, diminui a absorção de outros nutrientes, causando uma “desnutrição” no organismo.

Além disso, um dos nutrientes que o elevado teor de fósforo inibe a absorção é o cálcio, nutriente essencial para manutenção óssea, crescimento infantil e ainda no metabolismo hormonal de controle de depósito de gordura, então, também relacionado ao desenvolvimento de excesso de peso, obesidade e doenças decorrentes do aumento de peso.

refrigerantes açucar - Refrigerantes Zero

Os refrigerantes são compostos por ingredientes que em nada contribuem para a nossa saúde.

  • O açúcar/adoçante em excesso aumentam os níveis de açúcar no sangue e prejudicam a absorção de vitaminas e minerais
  • São considerados viciantes, devido à presença de cafeína
  • O ácido fosfórico reduz a absorção de cálcio, comprometendo a massa óssea
  • São ricos em sódio, que causa retenção de líquidos e uma sensação de inchaço
  • São nutricionalmente pobres, pois apresentam calorias vazias (sem benefícios para o organismo)
  • Contribuem para o aumento de peso e o aparecimento de celulite

Entre os vários malefícios para a saúde, está um que a ciência aponta como bastante claro: o risco cardíaco. Como lhe revelámos aqui, uma simples lata de refrigerante por dia (o equivalente a 330 mililitros de bebida) é o suficiente para aumentar a probabilidade dos homens terem insuficiência cardíaca.

Mas se uma bebida é capaz de afectar o coração, duas conseguem mesmo promover uma das doenças de estilo de vida mais penosas para a saúde: a diabetes.

O risco de cáries e outros problemas dentários também fica acrescido com o consumo destas bebidas, recentemente associadas também ao aparecimento de vários tipos de cancro raros.

Beber refrigerante frequentemente pode causar dor de estômago e gerar gases intestinais que causam dor e desconforto abdominal, devido à presença do gás presente na bebida, que faz o corpo produzir ainda mais suco gástrico, aumentando as hipóteses de desenvolver uma gastrite.

zero - Refrigerantes Zero

Saiba o que acontece desde o momento que a bebida entra na boca, até 60 minutos depois.

Os refrigerantes produzem uma verdadeira revolução no organismo e, em apenas uma hora, conseguem alterar a pressão, levar embora nutrientes essenciais para o organismo e ainda ajudam o corpo a acumular gordura. Saiba o que acontece desde o momento que a bebida entra na boca, até 60 minutos depois.

Primeiros 10 minutos: quando se bebe uma lata de refrigerante, cerca de 10 colheres de chá de açúcar chegam ao estômago, quantidade que corresponde a 100% do que é recomendado diariamente. O doce seria extremo e poderia causar até vómitos, mas isso não acontece devido à presença do ácido fosfórico que reduz esse gosto.

20 minutos: o nível de açúcar no sangue está em excesso, forçando uma grande libertação de insulina pelo pâncreas, hormona que facilita a entrada da energia nas células. Como há uma descarga grande de açúcar, ácido fosfórico e inúmeras toxinas, o fígado fica sobrecarregado, transformando o açúcar que recebe em gordura.

40 minutos: a absorção da cafeína presente na bebida está completa. As pupilas dilatam, a pressão sanguínea sobe, o fígado responde bombeando mais açúcar no sangue. Os receptores de adenosina, que controla a energia no organismo, no cérebro são bloqueados para evitar tonturas.

45 minutos: o corpo aumenta a produção do neurotransmissor dopamina, estimulando os centros de prazer do corpo. Fisicamente é a mesma reacção provocada pela heroína.

50 minutos: o ácido fosfórico empurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso, acelerando o metabolismo. As altas doses de açúcar e outros adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina.

60 minutos: as propriedades diuréticas da cafeína entram em acção. Irá sentir necessidade de urinar. Agora é garantido que eliminará cálcio, magnésio e zinco, nutrientes essenciais para o funcionamento de vários órgãos, como coração, e ossos. Conforme vai reduzindo a satisfação proporcionada pelo açúcar e cafeína, inicia-se uma queda dos níveis de açúcar no sangue. Começará a ficar irritadiço ou sonolento.

A única bebida com zero calorias, todos já sabemos qual é a melhor!

A água é necessária para tudo no nosso corpo, então deixar de bebe-la a para beber um refrigerante nunca é uma boa opção.

Para ajudar a cortar o vício do refrigerantes zero, uma ideia é começar com água com gás, ou incluir mais chás durante o dia.

Por isso já sabe, da próxima vez que quiser beber um refrigerante lembre-se de se trata de um produto que não traz benefícios para a sua saúde. Em alternativa beba um chá fresco caseiro, uma água aromatizada naturalmente com fruta ou a melhor bebida de todas: uma simples água. A sua saúde agradece!

Partilhar este artigo
  • 4
    Shares

4 comentários “Tudo o que precisa saber sobre refrigerantes zero

  1. Bebi refrigerantes durante vários anos, mas cheguei a conclusão que tinha que parar de o fazer, para bem da minha saúde…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *