O perigo das dietas ioiô para a saúde

Emagrecer, engordar, voltar a emagrecer, voltar a engordar. Um ciclo que se inicia e que parece não ter fim na vida de muitas pessoas que convivem, diariamente, com a realidade da chamadas dietas ioiô.

O verão é o momento do ano em que expomos mais o corpo e, por isso, é aquela altura em que estamos mais predispostos a sacrifício para conseguirmos perder peso. Para chegar a resultados de forma sustentada, não espere milagres.

Quantas vezes já deu por si a recorrer a dietas que prometem resultados rápidos e milagrosos, onde efetivamente numa fase inicial até consegue emagrecer, mas que no entanto, por serem muito restritivas ou por recorrerem à toma de suplementos ou comprimidos, tornam-se de difícil manutenção, acabando por desistir ou uma vez terminado o período da dieta, volta a ganhar os quilos perdidos… ou mais ainda?

Um plano sólido para perder peso apoia-se em dois pilares importantes: na ingestão de todos os nutrientes, que devem ser obtidos nas fontes mais saudáveis, e na reeducação alimentar, ou seja, no ato de aprender a comer bem para sempre, com “uma mudança que se perpetue no tempo”.

Além disso, uma regra matemática: ingerir menos calorias do que aquelas que se gastam. Sem exageros.

O perigo das dietas ioiô para a saúde

O perigo das dietas ioiô para a saúde

Se é certo que quanto menos calorias ingerirmos maior será a perda de peso, garantido é também que quanto mais rápido emagrecermos mais rápido recuperaremos o peso perdido.

Porque se comermos abaixo do metabolismo basal (energia mínima de repouso necessária ao funcionamento do nosso corpo) iremos seguramente perder massa muscular que é aquela que nos faz gastar mais calorias.

Logo, quando começarmos a comer mais, além da elevação no valor calórico, teremos uma diminuição do gasto calórico, o que resultará num aumento rápido ou mesmo brusco do peso. Além de que esses produtos ou dietas não ensinam a mudar hábitos alimentares e é isso que permitirá manter o peso daí para a frente.

A mensagem associada a estas dietas é perder peso rapidamente e a qualquer preço (dinheiro e saúde) e o que se passa depois já não interessa.

É importante interiorizar que não há perdas de peso que durem eternamente, e que sempre que comermos mais do que o que precisamos, voltaremos a engordar.

dietas ioiô

Prejudicam mais o coração do que a obesidade – Uma investigação realizada por investigadores do Memorial Hospital de Rhode Island, que estudo 158 mil mulheres acima de 50 anos durante 11 anos, concluiu que as mulheres que admitiram ter feito dietas ‘ioiô’ mais de quatro vezes na vida tinham 3,5 vezes mais probabilidade de morrer de um ataque cardíaco do que as mulheres cujo peso se manteve estável, mesmo as que eram obesas.

Prejudicam o cabelo – As dietas restritivas podem fazer com que fiquem com uma deficiência de certos nutrientes no organismo, o que, entre outras coisas, prejudica a saúde e a beleza do seu cabelo.

Aumento da percentagem de gordura corporal – A dieta ioiô está relacionada com aumento da percentagem de massa gorda.

Durante a fase de ganho de peso das dietas ioiô, a gordura é recuperada mais facilmente do que a massa muscular. Isso pode resultar no aumento do percentual de gordura corporal ao longo de vários ciclos de dietas com altos e baixos.

Uma aposta na reeducação alimentar irá fazer com que a sua dieta não tenha, necessariamente, de terminar.

Claro que, eventualmente, terá as suas “pequenas traições” com doces ou alimentos menos saudáveis.

Ainda assim, se habituar o seu corpo a receber alimentos saudáveis, estes passarão a fazer parte do seu quotidiano alimentar e ajudarão a que mantenha o peso desejado depois de emagrecer.

Da mesma forma, manter uma rotina de exercício regular poderá ser uma grande ajuda para manter o peso depois de emagrecer, evitando a dieta ioiô.

Mais importante do que mudanças temporárias, devem ser feitas mudanças permanentes do estilo de vida.

O perigo das dietas ioiô para a saúde
4.7 (94.5%) 40 votos

3 Comentários

  1. Júlia || 29 Novembro, 2018

    Pratica de exercício, alimentação equilibrada e foco naquilo que pretendes basta para atingir resultados

  2. Carla || 12 Julho, 2018

    Uma alimentação cuidada e exercício físico é o inicio para qualquer mudança para perder peso

  3. Xavier || 8 Junho, 2018

    Não entrem em dietas malucas em que vão recuperar o peso novamente

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *