Dieta Paleo em que consiste e como fazer

A teoria deste regime alimentar (Dieta Paleo) pressupõe que o nosso organismo pouco ou nada se alterou desde o Paleolítico.

Antigamente, o Homem caçava para comer. Obviamente que isso agora não é necessário, mas basicamente a dieta paleo sugere que façamos o esforço de retroceder no tempo e perceber como se alimentavam estas pessoas, não tendo grãos e alimentos processados à sua disposição.

A boa notícia? Esta dieta não tem restrições de quantidades ou horários para comer, pode desfrutar dos alimentos permitidos sempre que quiser!

Muito se fala sobre a dieta do paleolítico e nem sempre pelas melhores razões. Várias teorias apontam para os benefícios que esta dieta pode trazer à vida de qualquer pessoa e aquilo que em nada abona a favor por ser demasiado radical em determinados aspectos.

Quando falamos desta dieta não estamos a falar de um sistema nada rígido em termos de horários ou até de controlo de calorias. O lema é comer apenas quando se tem fome e seleccionar criteriosamente os alimentos de qualidade.

De lado fica qualquer hipótese de consumir alimentos anti-nutritivos e doses elevadas de hidratos de carbono que disparam o nível de insulina no sangue.

Com a aposta nas proteínas, frutas da época, sementes e a quase abolição dos hidratos de carbono e lacticínios, a Dieta do Paleolítico – ou dieta paleo (como também é conhecida) – recria o regime alimentar das sociedades caçadoras-recoletoras de há dez mil anos.

Neste estilo de vida entram apenas os alimentos naturais que não sofreram nenhum tipo de transformação através da indústria alimentar moderna.

Carnes orgânicas, peixes que não tenham sido criados em cativeiro, sementes de oleaginosas, frutos secos, óleos e gorduras saudáveis (ex: óleo de côco, de abacate), ovos e vegetais biológicos, mel (raramente), folhas verdes, frutas (de preferência frutos silvestres e morangos, sendo evitados os frutos que sofrem alterações de melhoria de produção e têm maior valor calórico), chá e café, vinho e cerveja (com muita moderação, 2 cálices de vinho e 350ml de cerveja) estão fora da lista negra.

DICAS PARA SE INICIAR NA DIETA PALEO

Consuma gorduras saudáveis – alimentos como abacate, azeite, óleo de coco, frutos secos ou salmão, por exemplo, que são ricos em gorduras saudáveis, os famosos ómegas, que têm inúmeros benefícios para a saúde e ainda ajudam a manter bons níveis de energia.

Introduza vegetais na sua alimentação – se o conceito da dieta paleo é que a alimentação não inclua alimentos industrializados ou processados, privilegiando os alimentos provenientes da natureza, como carnes, peixes, frutas, legumes, por exemplo, os vegetais são um bom ponto de entrada. As opções são mais que muitas e pode consumi-los de variadíssimas formas.

Coma mais vezes e de forma equilibrada – se quer fazer uma boa alimentação deve fazê-lo de forma equilibrada, isso implica fazer refeições completas (com as doses certas de hidratos de carbono, proteínas, minerais, etc.) que o vão ajudar a suportar o dia e o desgaste energético a que vai estar sujeito; mas implica também cumprir a regra do comer mais vezes.

Aliás, se bem se lembra esse é uma das regras básicas para quem quer perder ou controlar o peso e nem a dieta paleo foge à regra.

Tempere a sua comida – um dos princípios da dieta paleo é que os alimentos devem ser consumidos, preferencialmente, crus, mas isso não inibe que dê mais sabor à sua comida. Como? Simples. Use ervas aromáticas e especiarias. Muitas delas até ajudam a acelerar o metabolismo, logo, além de desenvolverem os sabores dos seus pratos ainda o podem ajudar a perder peso. Melhor impossível, certo?

As regras do paleolítico:

Alimentos permitidos na Dieta Paleo

• Carne

• Peixe

• Ovos

• Frutos secos

• Fruta

• Gordura natural: manteiga, azeite, óleo de coco

dieta - Dieta Paleo

Alimentos proibidos na Dieta Paleo

• Açúcares processados, o que equivale a cortar com refrigerantes, chocolates, cereais de pequeno-almoço, bolachas e gelados

• Margarina

• Cereais: pão, aveia, milho, trigo e arroz

• Lacticínios

• Leguminosas

• Alimentos com sal: charcutaria, azeitonas, frutos secos com sal, peixe e carne fumados, ketchup, queijo

Desvantagens da Dieta Paleo

Como em tudo na vida, nem tudo são rosas. Assim, como principais desvantagens da dieta paleo, é possível referir:

  • Perigos associados à quase ausência de hidratos de carbono : falta de energia, metabolismo muito baixo, tendência para depressão;
  • Nem sempre é fácil cumprir à risca pela dificuldade de encontrar os alimentos permitidos;
  • Não cumpre com as indicações da roda dos alimentos;
  • Finalmente, é importante referir que, na altura do paleolítico, o Homem fazia bem mais exercício do que atualmente – mesmo que faça exercício regular – o que pode evidenciar uma discrepância de adaptação;

O foco na proteína

Um dos principais pilares deste regime alimentar é a ingestão de doses muito generosas de proteínas, cujo efeito termogénico é duas a três vezes superior ao das gorduras ou dos hidratos de carbono, o que significa que aumentam o metabolismo, acelerando o emagrecimento.

De nómadas a sedentários

Se, atualmente, para procurarmos os alimentos que queremos, nos basta percorrer os corredores dos supermercados, no Paleolítico o ser humano era obrigado a fazer grandes viagens a pé. Desta forma, gastava imensa energia, o que se coadunava com os princípios da sua alimentação. Não é isso que hoje acontece. Vivemos numa sociedade sedentária. Até para irmos à procura de alimento (ao supermercado), nos deslocamos de carro.

Dieta Paleo em que consiste e como fazer
4.8 (95.59%) 59 votos

2 Comentários

  1. Eva || 4 Março, 2018

    Com esta dieta consegui reduzir o meu peso e ganhar qualidade de vida, recomendo

  2. Graça Nunes || 12 Fevereiro, 2018

    Conheci este tipo de dieta há poucos meses e estou muito satisfeita com os resultados

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *