Alimentos grelhados

Alimentos grelhados ou fritos?

Se a escolha de alimentos saudáveis é a base de uma dieta salutar, a forma como são cozinhados é tão ou mais importante. Embora seja costume privar-nos dos fritos porque “fazem muito mal”, essa questão nem sempre é tão linear quanto isso.

Por exemplo, para tornar um alimento frito mais saudável, deve-se optar por cozinhá-lo com gorduras 100% vegetais (óleos de girassol, amendoim ou milho) em vez de utilizar gorduras de origem animal, caso da manteiga ou banha.

Alimentos grelhados

Por outro lado, muitas vezes escolhe-se o grelhado em vez do frito porque o primeiro pode perfeitamente ser cozinhado sem recurso a óleo, azeite ou manteiga, ao contrário do segundo, tornando-se assim na escolha obviamente mais saudável.

No entanto, enquanto os alimentos fritos são submetidos a uma temperatura de confecção que ronda os 180ºC, os grelhados são cozinhadas a 220-225ºC, resultando muitas vezes em alimentos tostados e até queimados, o que se torna ainda mais prejudicial para a saúde do que se o mesmo alimento fosse frito.

Para além disso, é sempre possível retirar o excesso de gordura num alimento com algumas folhas de papel absorvente.

Alimentos grelhados

À mesa, a variedade também é importante, por isso, dê espaço aos fritos e aos grelhados no que toca aos seus menus diários, fazendo questão de os acompanhar de muitos legumes.

A adopção de alguns cuidados especiais quando se grelham alimentos, por forma a prevenir a formação destes compostos cancerígenos, nomeadamente, escolher carnes magras (tais como coelho, peru ou frango) ou pescado de pequeno tamanho.

Aos alimentos grelhados devem ser retiradas as partes carbonizadas, rejeitando-se todos aqueles que se encontrem queimados. Quanto maior for a temperatura e o tempo a que se sujeitam os alimentos maior será o seu teor em compostos cancerígenos.


Embora possa pensar o contrário, a verdade é que uma pequena quantidade de óleo vegetal na hora de cozinhar é essencial para o nosso organismo, trazendo benefícios a vários níveis:

  • vitamina E (um poderoso antioxidante que fortalece o organismo, principalmente contra agressões externas; permite uma melhor absorção da vitamina A);
  • Ómega 6 (um ácido gordo polinsaturado essencial para a estruturação das membranas das células, para o sistema de coagulação, para prevenir hemorragias e proteger a pele);
  • Ómega 9 (contribui para a diminuição dos níveis de colesterol “mau” (LDL) e de triglicéridos no sangue, fortalecendo a saúde cardiovascular)

Um pouco de gordura não faz mal, trazendo até certos benefícios, claro está que com moderação.

Partilhar este artigo
  • 4
    Shares

4 comentários “Alimentos grelhados ou fritos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *