Os peixes mais saudaveis para a saude

Portugal é um dos países com maior consumo de peixe, especialmente de sardinha, carapau, salmão, pescada, faneca e bacalhau. O peixe é considerado um alimento de fácil digestão e rico nutricionalmente, por ser fonte de proteínas de elevado valor biológico, e rico em vitaminas do complexo B e minerais como o iodo, fósforo, sódio, potássio, ferro e cálcio.

A sua gordura é considerada de melhor qualidade que a da carne, por ser rica em ácidos gordos insaturados e conter baixa proporção de ácidos gordos saturados.

O hábito de consumir peixes é amplamente recomendado para a saúde porque, além de ser um alimento de fácil digestão, melhora a memória, a concentração, previne doenças cardiovasculares e aumenta as reacções anti-inflamatórias do organismo por ser rico em componente nutricionais importantes nestes processos.

Os pescados provenientes do mar, por exemplo, têm maior quantidade de sódio, que merece cuidado entre hipertensos, e de iodo, que é importante para o bom funcionamento da glândula tireoide.

Portanto, pessoas com problema de hipertensão arterial devem escolher, preferencialmente, peixes de água doce ou consumir o peixe salgado com moderação.

ROBALO – Uma das grandes vantagens deste peixe é o valor proteico: 23 gramas de proteína em cada cem gramas de robalo.

 

Os peixes mais saudaveis

peixes mais saudaveis

SARDINHA – Os ácidos presentes na sardinha diminuem as actividades das plaquetas sanguíneas e evitam os coágulos de sangue que podem levar a um derrame ou enfarte, também reduzem os níveis dos triglicerídeos e ajudam a evitar arritmias cardíacas.

CAVALA – A cavala é um dos peixes gordos mais saudáveis. é uma óptima fonte de ácidos gordos essenciais, vitaminas A, B6, B12, C, D e E e minerais, como cálcio, magnésio, fósforo, potássio, selénio.

CARAPAU – Especialistas em nutrição em todo o mundo coincidem na importância deste peixe, um produto elevado em proteínas, gordura, vitaminas e sais minerais, e afirmam que a sua presença na dieta é insubstituível, se está procurando uma alimentação balanceada, sã e completa.

São peixes ricos em ácidos gordos ómega 3, habitam a nossa costa e por isso pode encontrá-los com elevados níveis de frescura e, por serem pequenos e com um ciclo de vida mais curto, acumulam menos metais pesados, o que é uma enorme vantagem para o consumidor.

A ideia de que a gordura do peixe pode proteger contra a doença cardíaca deriva de numerosos estudos que indicam que os ácidos gordos existentes na gordura do peixe, denominados de Ómega-3, inibem a agregação das plaquetas na corrente sanguínea, factor importante na ocorrência de ataques cardíacos.

Se comer peixe frequentemente, estará a proteger a sua saúde cardiovascular, a sua memória e o seu sistema imunitário, e a controlar os seus níveis de colesterol.

Os peixes mais saudaveis para a saude

Outros estudos sugerem que este tipo de ácidos gordos estabilizam o ritmo cardíaco reduzindo, assim, a possibilidade de paragem cardíaca.

De qualquer forma, apesar de o peixe dever entrar na nossa alimentação diária com alguma regularidade (pelo menos duas a três vezes por semana), não será apenas o seu consumo que impedirá o desenvolvimento de eventuais doenças cardiovasculares.

O baixo teor em gordura (sobretudo peixes magros) e tecido conjuntivo, faz do peixe alimento de muito mais fácil digestão que a carne.

Os peixes gordos (atum, salmão, sardinha, carapau, arenque, truta, cavala, etc.) têm valores mais elevados que os peixes magros (pescada, peixe espada, bacalhau). O polvo, as lulas, o robalo, a solha, os camarões, o tamboril, entre outras espécies marinhas, são também fontes destes ácidos.

Melhorar a memória e prevenir Alzheimer

Consumir peixe regularmente previne a perda de massa cinzenta no cérebro, que está ligada ao surgimento de doenças degenerativas como o mal de Alzheimer. Esse benefício está ligado à presença de ômega-3 e de nutrientes como cálcio e fósforo, importantes para a transmissão impulsos nervosos.

Incluir peixes regularmente na dieta trás benefícios como melhorar a memória, a concentração, prevenir doenças cardiovasculares e reduzir a inflamação. Além disso, consumir peixes ajuda na perda de peso, pois normalmente são fontes de proteínas com menos calorias do que as carnes vermelhas e o frango, favorecendo dietas de emagrecimento.

Uma alimentação baseada na variedade poderá ser um bom contributo para melhorar a sua saúde, por isso seja criativo e procure incluir o peixe no seu dia alimentar.

Os peixes mais saudaveis para a saude
4.8 (96.52%) 23 votos

2 Comentários

  1. Nuno || 16 Agosto, 2017

    Qualquer peixe é sempre melhor do que comer carne

  2. Bruna || 2 Maio, 2017

    Todos os dias temos uma refeição de peixe cá em casa.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*