Os alimentos amigos do figado

O figado é o maior órgão do corpo humano, e tem como funções controlar, produzir, armazenar e libertar proteínas muito importantes para o funcionamento do organismo e, por outro lado, transformar e eliminar algumas substância tóxicas ou desnecessárias para o mesmo.

Em época de verão, quando o calor aperta e estamos mais disponíveis para tomar um copo com os amigos, é importante que não seja o fígado a pagar a fatura.

De facto, o consumo de álcool coloca um stress adicional sobre o fígado, que se vê “obrigado” a trabalhar mais para eliminar o álcool (macromolécula energética) de circulação. Isto pode levar ao desenvolvimento do fígado gordo e, mais tarde, à cirrose hepática – ou seja, à morte das células do fígado.

Isso obrigará a um transplante de fígado, um mal que podes prevenir.

A saúde do figado pode ser cuidada através da alimentação, que se quer saudável e equilibrada e que dê prioridade a determinados alimentos que, devido ao seu valor nutricional e às suas propriedades, assumem-se como aliados deste órgão.

O mau funcionamento hepático não ocorre apenas em casos de doença, podendo surgir em pessoas saudáveis por algumas causas. As mais comuns são a predisposição genética, infeções, sobrecarga de medicamentos (antibióticos, paracetamol, etc…).

Os primeiros sinais de que algo está mal com o fígado geralmente são a dor abdominal do lado direito e um inchaço anormal da barriga. É também bastante comum ocorrerem outros sinais como náuseas, tonturas, vómitos, falta de apetite, digestão dificultada, mal-estar geral, diminuição da pressão arterial, pele amarelada e urina escura, de cor fortemente amarelada.

Uma das causas comuns do surgimento de problemas no fígado é o excesso de gordura nele, isso ocorre principalmente nas pessoas que tem excesso de peso ou que raramente praticam atividade física.

É importante estar por dentro dos alimentos específicos que podem ajudar a limpar a gordura no figado.

Lista de alimentos amigos do figado

Limão – O limão é um excelente alimento para “limpar” o organismo, e por isso é um dos preferidos do figado. É rico em antioxidantes, vitamina C, e ajuda o figado a produzir mais enzimas, contribuindo para a boa digestão dos alimentos e para a obtenção de mais energia. Por último, o limão ainda actua aumentando a alcalinidade do corpo, ajudando a neutralizar toxinas e eliminar resíduos.

amigos do figado

Maçã – As maçãs são ricas em pectina, uma fibra solúvel que ajuda a reduzir o colesterol e eliminar toxinas. Trata-se, portanto, de uma grande ajuda para o figado.

Ela ainda contém ácido málico, um nutriente naturalmente desintoxicante que remove elementos cancerígenos e outras substâncias prejudiciais da corrente sanguínea.

 

amigos do figado

Batata doce – Um dos seus maiores benefícios é a presença de betacaroteno, um anti-inflamatório natural fundamental para a saúde do organismo. Após a sua ingestão, o betacaroteno é convertido em vitamina A no figado, permitindo assim que o corpo faça uso deste importante nutriente.

Além disso, a batata doce ainda contém fibras e vitamina C, contribuindo para aumentar a imunidade.

Alho – O alho é rico em alicina e selénio, dois nutrientes importantíssimos para o bom funcionamento do figado. Eles ajudam a aumentar os níveis de imunidade e contribuem para o processo de desintoxicação do organismo. O alho ainda é capaz de activar algumas enzimas que ajudam a eliminar resíduos e toxinas com mais facilidade, ajudando também no processo de digestão.

O gengibre, o cominho, os coentros, o cardamomo, a pimenta-de-caiena, o açafrão e a canela devem ser os condimentos eleitos, uma vez que todos eles (cada um à sua maneira) actuam beneficamente no organismo, estimulando-o e reforçando-o.

Para estimular e proteger o figado ao máximo, deve ingerir sementes de linhaça (que devem ser trituradas para que haja uma maior absorção), as sementes de cânhamo, as sementes de chia e ainda o óleo de coco, que pode e deve substituir o óleo vegetal na confecção de alimentos e pode ser usado como alternativa do azeite, para que haja uma maior diversidade na dieta. Mas o azeite deve também ser incluído e visto como uma boa fonte de gordura, tal como o abacate.

amigos do figado

 

 

 

A evitar

O consumo de álcool e refrigerantes

Estimulantes, como o café, cacau, chá preto e verde

Todo o tipo de chás e as infusões em grandes quantidades

O consumo de gorduras e alimentos gordos (azeite, óleos, manteiga e margarina, frutos secos, peixes gordos, carnes gordas)

Fritos, refogados, salteados e todo o tipo de confeções que requeiram adição e aquecimento de gorduras

Todo o tipo de molhos (natas, ketchup, maionese, etc.)

Todo o tipo de picantes

Lacticínios. No caso de consumir preferir os magros

Produtos de charcutaria,mesmo que sejam produtos magros

Alimentos processados como bolachas, bolos, produtos de pastelaria, cereais de pequeno almoço, etc. São alimentos ricos em aditivos, gorduras e açucares simples

Legumes verdes escuros (espinafres, couves, grelos, alface) e os laranjas (abóbora, tomate e cenoura)

Alimentos indigestos, como pimentos, pepino, cebola, alho

Alimentos ácidos como o vinagre, pickles, limão, laranja

 

Reformule o almoço e o jantar

Grande parte do processo de desintoxicação hepática está relacionado com o que colocamos no nosso prato. Concentre-se na tentativa de maximizar a presença de folhas verdes, acompanhadas de uma porção saudável de proteína animal magra.

Couve-flor também é uma grande adição que contém nutrientes que podem ajudar o fígado nas suas funções de desintoxicação.

 

Os alimentos amigos do figado

 

Um figado saudável depende de uma série de factores, inclusive evitando o tabaco e o álcool, manter um peso razoável e uma alimentação saudável.

Por isso comer demais ou comer alimentos processados ou fritos, acumulam gordura no figado.

 

 

Os alimentos amigos do figado
4.6 (92.97%) 37 votos

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*