Dióspiro benefícios para a saúde

De seu nome Diospyros kaki, o dióspiro é um fruto originário da China: daí, foi levado para a Índia e para o Japão, países onde se cultiva desde o século XVII.

Como tantas outras frutas, não demorou até se espalhar pelo resto do mundo onde reúne uma legião de fãs. Hoje, os principais países produtores de dióspiro são a China, o Japão, a Coreia , o Brasil e a Índia. Na Europa, a maior parte da produção está a cargo da Itália e de Espanha.

A variedade de dióspiros mais conhecida em Portugal é a de casca lisa, fina, cor-de-laranja forte ou amarelo-torrado e de polpa muito mole e viscosa que surge na época inicial de Outono.

São, por isso, frutos bastante ricos em hidratos de carbono (embora de absorção rápida, devendo ser consumidos com moderação), caroteno, vitamina C, fibras, potássio, magnésio e ferro promovendo a saúde dos olhos, pele, intestinos, ossos, contracção muscular, controlando a hipertensão e o colesterol e equilibrando fluidos do organismo humano. Têm também efeitos antioxidantes e anti-cancerígenos.

Características do Dióspiro

Características do Dióspiro

Dos variados tipos de dióspiros, há á venda em Portugal duas variedades: os Taninosos ou adstrigentes e os Não-taninosos ou não adstrigentes.
Os taninosos apresentam uma cor vermelha, e a sua polpa é mole, usualmente comida à colher. Quando ainda não estão maduros o seu sabor é adstrigente e deixam um sabor amargo e áspero na língua.

Os de baixo teores em taninos, denominados de não adstrigentes, são amarelos, menos doces e podem ser comidos à dentada, como uma maçã, dada a firmeza da polpa. Estes últimos são conhecidos como Dióspiros Kaki e encontram-se à venda em todos os supermercados, dado serem mais resistentes, o mesmo não acontece com os de polpa mole, pois são muito frágeis.

O seu aspecto e consistência gelatinosa deve-se à enorme quantidade de pectina, característica faz do dióspiro um bom aliado das compotas, principalmente se quiser fazer doce de um fruto com pouca pectina (o que permite às compotas e geleias ficar com a consistência mais gelatinosa).

Experimente juntar um pouco de dióspiro e verá que o resultado é óptimo. Quanto ao fruto em si, é normalmente consumido ao natural, no Outono e Inverno.

O dióspiro é uma boa fonte de e vitaminas como a A e a C.

É, também, um fruto muito delicado cuja casca é muito fina e a polpa muito mole. É, por isso, rapidamente perecível e bastante sensível ao transporte e manuseamento.

Deve ser escolhido com delicadeza e consumido rapidamente para que não perca qualidades. Escolha sempre os dióspiros cuja casca esteja macia e sem rugas ou manchas.

Dióspiro benefícios para a saúde

Dióspiro benefícios para a saúde

  • Ajuda na produção de glóbulos vermelhos – O dióspiro fresco e desidratado contém ainda quantidades saudáveis de potássio, manganésio, cobre e fósforo. O manganésio é um cofator para uma enzima que possui um papel muito importante na eliminação dos radicais livres. O cobre também é cofator de várias reações enzimáticas importantes, sendo ainda necessário para a produção de glóbulos vermelhos.
  • Poder Anti-infeccioso, anti-inflamatório e anti-hemorrágico – O dióspiro possui flavonoides com potencial antioxidante, como são o exemplo das catequinas. Sugere-se que as catequinas possuem propriedades anti-infeciosas, anti-inflamatórias, anti-hemorrágicas.
  • Papel importante na saúde ocular – É rico em água e em carotenos, elementos antioxidantes que, depois de absorvidos pelo organismo, são transformados em vitamina A. Tem um papel importante ao nível da visão e da pele, e é importante no crescimento, no desenvolvimento ósseo e reprodução;
  • Melhora o Sistema Digestivo – O dióspiro fornece uma grande quantidade de fibras, que é essencial para melhorar o processo de digestão, e também ajuda a prevenir a constipação.

dióspiro dá-se bem em climas temperados

De origem subtropical, o dióspiro dá-se bem em climas temperados.

Em Portugal, os pomares mais significativos encontram-se no Algarve.

Mousse de Dióspiros

Ingredientes (4 pessoas)

  • 5 diospiros maduros
  • 200g de queijo fresco em creme para barrar
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 2 dl de natas
  • 5 folhas de gelatina
  • folhas de hortelã

Preparação

Tire os pés e a pele aos dióspiros e reduza-os a puré com a varinha mágica.
Bata o queijo fresco em creme para barrar com o mel até obter um creme liso.
Escorra a gelatina, previamente demolhada em água fria e derreta-a no micro-ondas ou com 1 colher de sopa de água a ferver, e adicione ao puré de diospiros, mexendo bem.
Misture com o preparado anterior e adicione as natas, previamente batidas até ficarem espessas.
Leve ao frigorífico e sirva bem fresca, enfeitada com folhas de hortelã.

Curiosidades sobre o dióspiro

O dióspiro é considerado como um fruto tropical com uma cor alaranjada, uma pele lisa e cujo sabor é bastante doce e muito característico o que faz com que algumas pessoas não o apreciem.

Uma porção de 100g de dióspiro fornece cerca de 80 calorias, 10mg de vitamina C e outras vitaminas e minerais importantes.

Pode ser ingerido como fruta fresca habitualmente com a ajuda de uma colher. Pode também ser usado na elaboração de recheios para os pastéis ou como doces. Quando é consumido como fruta fresca deve ser apenas feito quando este está bem maduro uma vez que em estado verde deixa um sabor amargo e áspero.

 

Dióspiro benefícios para a saúde
4.9 (97.33%) 45 votos

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *